Pesquise gigante para lançar o recurso 3-D “TrailView”

Desde o lançamento de seu site de mapeamento em 2005, o Google fez grandes avanços em seu objetivo de mapear o planeta inteiro com o recurso StreetView. A empresa instalou câmeras panorâmicas em carros, carrinhos, triciclos, veículos para neve, helicópteros - até mesmo barcos navegando no rio Amazonas . Recentemente, o Google aumentou a aposta mais uma vez, desta vez anunciando uma iniciativa ambiciosa para começar a mapear trilhas em todo o país.

O chamado Street View Trekker depende de um pacote de 40 libras equipado com 15 câmeras separadas de cinco megapixels, um disco rígido e bateria suficiente para durar um dia inteiro de caminhada.


“Há uma selva inteira lá fora que só é acessível a pé. O Trekker resolve esse problema permitindo que fotografemos lugares lindos, como o Grand Canyon, para que qualquer pessoa possa explorá-los ”. escreve Brian McClendon, VP de Engenharia do GoogleMaps.


Mas o Big G foi longe demais? O fato de que nossas áreas selvagens remotas só são acessíveis a pé é, bem, o ponto de sair por aí para explorá-las. Este é realmente um “problema” que precisa ser resolvido?

Esta não é a primeira vez que uma empresa tenta mapear trilhas por meio de imagens 3-D. A fabricante de barras de granola Nature Valley no início deste ano lançou seu Site do Trail View , que até agora selecionou partes de três parques nacionais— Grand Canyon , Great Smoky Mountains e Yellowstone —Disponível para uma visita virtual.

O Google não elaborou sobre o ritmo ou escopo de seus planos para a construção de seu banco de dados de trilhas, mas também anunciou recentemente que está procurando refinar os detalhes 3-D do Google Earth dos principais centros metropolitanos ( veja o video aqui ) A empresa espera fornecer renderizações detalhadas de construção por construção de vários centros urbanos, cobrindo uma população urbana cumulativa de cerca de 300 milhões em um próximo lançamento. Isso deve mantê-los ocupados e manter sua trilha local favorita fora do radar público - pelo menos por enquanto.